Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Love Story

Mãe de primeira viagem, vivi deslumbrada com esta nova história de amor que se vai escrevendo desde a minha gravidez! Partilho agora os nossos momentos, os bons e também os menos bons...

My Love Story

Mãe de primeira viagem, vivi deslumbrada com esta nova história de amor que se vai escrevendo desde a minha gravidez! Partilho agora os nossos momentos, os bons e também os menos bons...

Manifesto: Porque os avós deviam ser um dado adquirido no dia a dia de cada neto!

DSC01907.JPG

 

A relação que o Tiago tem com os avós é aquela possível e possibilitada por viagens de pelo menos 3 horas para ir e mais 3 horas para voltar ou então a da distância de um click no Skype.

Não é de todo a relação que gostava que ele tivesse com os avós. Gostava que fosse uma relação muito mais presente.

Adorava que ele pudesse ver os avós todos, todos os dias.

Que às quatro e meia da tarde estivesse a sair do infantário pelas mãos dos avós para ir até ao parque gastar a energia que ainda lhe resta depois de um dia de brincadeiras e muita aprendizagem no infantário.

 

Mas o mundo não é perfeito e temos que nos fazer à vida e aproveitar os poucos momentos em que eles estão juntos para que ele crie memórias dos bons momentos passados com os avós.

 

 

Desde há pelo menos dois mês que o Tiago consegue identificar os avós, quer em fotografias ou pelo Skype. Desde então sempre que os vê, embora não lhe salte logo para o colo, reconhece-os. Passado 10 minutos já está a saltar-lhes para o regaço.

Os avós então ficam em êxtase a cada vez que estão com ele pois notam-lhe diferenças gigantescas, é o que dá morarmos todos tão longe... Há coisas que acontecem, que o Tiago faz ou diz e que eles nem saboreiam😔

 

Os avós maternos estiveram por cá e até o foram buscar ao infantário mais cedo uns quantos dias.

Nesses dias estavam os 3 numa euforia que só visto!😊

O Tiago nem a soneca de fim de tarde fazia e por isso andva tonto de sono, brincando como se não houvesse amanhã! Dançava imitando o avô, fugia e escondia-se para brincar ao seu novo jogo preferido, o jogo do cu-cu, ria que nem um tonto a cada movimento!

É tão bom vê-lo a desfrutar dos avós! E os avós a desfrutar do tempo com ele!

 

O Tiago tem um amor louco pelos avôs, sim parece ter preferências...😏

Não sei do que será, mas eu e o R. achamos que pode ser da forma como os avôs e as avós falam com ele. Eles são mais terra a terra, e elas tendem a falar mais abebezado com ele. Sei lá... se calhar não tem nada a ver!

A verdade é que já sabe quem eles são quando os vê. Eu achava que isso só aconteceria mais tarde por não os ver todos os dias ao vivo, valha-nos o Skype!

Chama-lhes "Vó" e "Vô" sempre que os vê, ao vivo ou em fotografias, e até já sabe que o Tablet é para ver os "Vô" e "Vó" sempre que lhe pegamos 😊

Ainda sequer chegámos à altura em que os avós lhe fazem as vontades todas mas já o estou a imaginar a fazer deles farinha de tanto lhes moer o juízo a pedir tudo😂

 

Por tudo isto, decreto que os avós sejam transferidos para perto dos netos, já! (Não pode ser?! Ok...😒)

 

Então...

 

Beijocas!!!

 

Desabafos de uma mãe

Enquanto o Tiago era bebé, havia tempo para tudo e chegávamos sempre a cedo ao infantário e ao trabalho.
Agora que ele está mais crescido, e já tem vontade própria, tudo demora o dobro do tempo.

Para se vestir, parece um polvo, um polvo gigaaaante, com vinte braços e outras tantas pernas, parece uma enguia de tanto que se esquiva às nossas investidas para lhe vestir a t-shirt ou as calças. Esta tarefa não se está a tornar nada mais fácil😏

O acordar esse parece ter-se tornado mais fácil, até porque somos nós quem o acordamos, já não é ele que acorda sozinho chorando e reclamando a nossa presença. 

Eu acordo às 6:15 e ando a toque de caixa, a despachar-me, o Tiago acorda às 7:00 e é o R. quem trata dele (eu só lhe preparo o pequeno almoço) mas maior parte das vezes saímos de casa já passa das 8:00...😩
Sair de casa depois das 8:00 significa apanhar um trânsito desgraçado, chegar ao infantário já perto das 8:30 e eu ao escritório já quase às 9:00. Por consequência, isto significa sair do trabalho já depois das 18:00 e apanhar o Tiago no infantário já bem perto das 19:00.

Só um à parte:
Há mais alguém por aí com a mesma impressão que eu, que o trânsito no início do mês de Setembro fica um inferno, quase tão infernal como no mês de Dezembro nos dia que antecedem o Natal?
Andamos todos a reajustar rotinas e parecemos baratas tontas a revisitar o trajeto casa-escola-trabalho-escola-casa (ou outros trajetos) , a repensar o que podemos mudar para agilizar os nossos dias, a perceber que as férias acabaram e que os dias mais frescos se aproximam.

Nos dias que me correm menos bem, o final do dia não é nada melhor. Há umas tantas rotinas a fazer e ainda o jantar para preparar, banho para dar e Tiago para por na cama, com leitinho quentinho a acompanhar.

Fico em polvorosa sempre que não tenho tempo de qualidade com o Tiago durante o dia. Dá-me a sensação de estar a falhar enquanto mãe.
Por isso, há por vezes jantares que se atrasam e horas de dormir que se demoram no meio de abraços, beijos, histórias e brincadeiras, banhos que se prolongam com muitos risos à mistura e uma família cansada mas feliz a desfrutar do que é nosso: nós 3!

Chegamos ao fim do dia e só apetece encostar à box, desligar da tomada, fazer shut-down à nossa máquina humana. E por vezes desligo... fica tudo por fazer... pode ser que por obra das fadas-amigas-das-mães-e-pais tudo apareça feito na manhã seguinte, só que não...

Começo seriamente a pensar que dava bastante jeito ter mais um par de mãos a ajudar com os afazeres do fins de dia. E desse lado, como fazem para gerir melhor os vossos dias sem ajuda extra?

Beijocas!!!

Semana de férias mais a Norte

Fomos de férias a semana passada e soube-nos tão bem! Foi a nossa última semana de férias de Verão, o nosso (meu e do Rui) regresso às viagens de descoberta de lugares. Sempre fomos muito fãs de nas nossas férias reservarmos uns dias para palmilhar ruas de cidades, vilas ou aldeias. Desde que tivemos o Tiago que ainda não tínhamos feito isso, mas... Foi desta! E fomos para Norte!

 

Primeiros dias pela zona de Guimarães e depois rumámos a Santiago de Compostela.

 

Em Guimarães ficámo-nos por Castelões, casamento de um amigo em que fui madrinha!DSC01671.JPG

O Tiago adorou andar por lá, liberdade total no exterior, viu galinhas e assustou-se, comeu figos da árvore e adorou, beijocou a G enquanto a chamava de bebé (como se ele fosse muito grande😜) e com o ZM brincou com carrinhos e leram histórias (ou melhor, mandaram-nos ler).

 

Rumo ainda mais a Norte, fomos a Santiago de Compostela. Tinha que lá levar o Tiago mais cedo ou mais tarde. Como já íamos para Norte, decidimos acrescentar este destino às nossas férias.

Mais uma vez Compostela não desiludiu, recebeu-nos com chuviscos matinais e prendou-nos com um sol estonteante à tarde. Da única vez que lá tinha ido, também algures num mês de Setembro há já uns largos anos, Compostela tinha-nos recebido assim, com chuva. Mas mesmo assim as memórias são boas!

DSC01745.JPG

 

DSC01748.JPG

 

 

 

 

Desta vez, e ainda que a chuva não nos tenha deixado tirar muitas fotos, valeu a pena recordar como já tinha sido feliz por ali e ver o Tiago correr por entre as ruas da cidade velha.

Passeámos no centro da cidade, visitámos a Catedral, que alberga o túmulo de Santiago Maior, um dos apóstolos de Jesus (a visita a este túmulo marca o fim dos Caminhos de Santiago, ou Via Láctea). Deambulámos pelas ruas da zona velha, onde quase todas as ruas têm arcadas que nos fazem remontar a séculos passados e onde vamos podendo abrigar-nos da chuva. A cidade velha, é desde 1985 considerada Património Mundial da UNESCO, e de forma bem merecida.

DSC01767.JPG

 

DSC01770.JPG

 

 Fomos ainda conhecer a Cidade da Cultura da Galiza, no monte Gaiás. A obra é gigantesca, magnânima, diferente! Vale a pena a visita, quer pelas vistas sobre a cidade de Satiago de Compostela, como para apreciar os edifícios desta Cidade da Cultura, alguns ainda em construção. Há também um parque infantil onde os pequenos podem gastar a energia e os pais podem relaxar um pouco.

DSC01790.JPG

 

DSC01800.JPG

DSC01809.JPG

 

O grande senão foi não termos encontrado em lado algum uma refeição decente para um bebé. As "nossas" sopas tais como as conhecemos, não existem por ali (experiemtem pedir uma sopa a que eles chamam de consomé de fidéus e verão o que vos sai...) e por isso foi preciso fazer uma ginástica muito grande para alimentar o Tiago, basicamente pouca ou nemhuma sopa, alguns legumes e proteina.

Foi esta a nossa grande razão para voltar mais cedo a território português.

 

Na volta a casa parámos para almoçar em Ponte de Lima. Que bela localidade!

Ainda pudemos conhecer a MC, a "namorada minhota" do Tiago, que é um doce! Não fosse o Tiago estar adoentado e teríamos ficado por ali uns dias a aproveitar a festa das "Feiras Novas"!

 

Foram mais de 1100km em 5 dias e que bem soube passar uns dias diferentes, a descobrir sítios novos, percebendo que o Tiago até se adapta bem a viagens de descoberta. Basta que da próxima vez o destino inlcua sopas e isto ainda corre melhor :)

Mas realmente não há nada melhor que voltar ao nosso lar!

 

Os últimos dias de férias foram passados em descanso absoluto por casa e ainda a desfrutar da nossa Lisboa, a repor rotinas de sono e a preparar as semanas que aí vêm.

DSC01831.JPG

DSC01860.JPG

DSC01890.JPG

 

 

 

Agora sim, bom regresso ao trabalho e à escola, para todos!

 

Beijocas!!!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D