Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

My Love Story

Mãe de primeira viagem, vivi deslumbrada com esta nova história de amor que se vai escrevendo desde a minha gravidez! Partilho agora os nossos momentos, os bons e também os menos bons...

My Love Story

Mãe de primeira viagem, vivi deslumbrada com esta nova história de amor que se vai escrevendo desde a minha gravidez! Partilho agora os nossos momentos, os bons e também os menos bons...

Desabafos de uma mãe

Enquanto o Tiago era bebé, havia tempo para tudo e chegávamos sempre a cedo ao infantário e ao trabalho.
Agora que ele está mais crescido, e já tem vontade própria, tudo demora o dobro do tempo.

Para se vestir, parece um polvo, um polvo gigaaaante, com vinte braços e outras tantas pernas, parece uma enguia de tanto que se esquiva às nossas investidas para lhe vestir a t-shirt ou as calças. Esta tarefa não se está a tornar nada mais fácil😏

O acordar esse parece ter-se tornado mais fácil, até porque somos nós quem o acordamos, já não é ele que acorda sozinho chorando e reclamando a nossa presença. 

Eu acordo às 6:15 e ando a toque de caixa, a despachar-me, o Tiago acorda às 7:00 e é o R. quem trata dele (eu só lhe preparo o pequeno almoço) mas maior parte das vezes saímos de casa já passa das 8:00...😩
Sair de casa depois das 8:00 significa apanhar um trânsito desgraçado, chegar ao infantário já perto das 8:30 e eu ao escritório já quase às 9:00. Por consequência, isto significa sair do trabalho já depois das 18:00 e apanhar o Tiago no infantário já bem perto das 19:00.

Só um à parte:
Há mais alguém por aí com a mesma impressão que eu, que o trânsito no início do mês de Setembro fica um inferno, quase tão infernal como no mês de Dezembro nos dia que antecedem o Natal?
Andamos todos a reajustar rotinas e parecemos baratas tontas a revisitar o trajeto casa-escola-trabalho-escola-casa (ou outros trajetos) , a repensar o que podemos mudar para agilizar os nossos dias, a perceber que as férias acabaram e que os dias mais frescos se aproximam.

Nos dias que me correm menos bem, o final do dia não é nada melhor. Há umas tantas rotinas a fazer e ainda o jantar para preparar, banho para dar e Tiago para por na cama, com leitinho quentinho a acompanhar.

Fico em polvorosa sempre que não tenho tempo de qualidade com o Tiago durante o dia. Dá-me a sensação de estar a falhar enquanto mãe.
Por isso, há por vezes jantares que se atrasam e horas de dormir que se demoram no meio de abraços, beijos, histórias e brincadeiras, banhos que se prolongam com muitos risos à mistura e uma família cansada mas feliz a desfrutar do que é nosso: nós 3!

Chegamos ao fim do dia e só apetece encostar à box, desligar da tomada, fazer shut-down à nossa máquina humana. E por vezes desligo... fica tudo por fazer... pode ser que por obra das fadas-amigas-das-mães-e-pais tudo apareça feito na manhã seguinte, só que não...

Começo seriamente a pensar que dava bastante jeito ter mais um par de mãos a ajudar com os afazeres do fins de dia. E desse lado, como fazem para gerir melhor os vossos dias sem ajuda extra?

Beijocas!!!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D