Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

My Love Story

Mãe de primeira viagem, vivi deslumbrada com esta nova história de amor que se vai escrevendo desde a minha gravidez! Partilho agora os nossos momentos, os bons e também os menos bons...

My Love Story

Mãe de primeira viagem, vivi deslumbrada com esta nova história de amor que se vai escrevendo desde a minha gravidez! Partilho agora os nossos momentos, os bons e também os menos bons...

O bebé que trouxe de volta depois das férias não é o mesmo que levei, juuuro!😊😂

IMG_1535.JPG

 

 

É impressionante o quanto os bebés se desenvolvem em alguns, poucos, meses, por vezes semanas e em certas alturas bastam alguns dias para os ver desabrochar.

Com a barreira dos 13 meses ultrapassada o Tiago mudou. Ainda não decidi se para melhor ou pior, mas mudou. Anda mais refilão e de cada vez que não se lhe faz o que o menino quer, amua e faz um beicinho lindo de morrer😊 (já devem estar a perceber porque não me consigo decidir se ele mudou para melhor ou pior). Mas ainda há mais, sempre que está a fazer algo que sabe não lhe ser permitido, olha para nós com ar de maroto e quando o vamos retirar do sítio, ri-se😏

Já tenta caminhar por ele próprio, mas como ainda não se aventura muito, e vai de cu ao chão após 4/5 passos. Adora sentir que está de pé em equilíbrio sem a ajuda de ninguém e ri-se de excitação. Adora areia, brincar na areia, brincar com areia, já inclusivamente meteu mãozadas dela à boca😳

 

Aos 13 meses ultrapassam uma barreira de desenvolvimento neurológico que os deixa processar uma série de informação à qual antes nem prestavam atenção.

A independência (que pensam) que ganharam levam-nos a saberem perfeitamente usar a palavra preferida deles, o "não", a qual usam no momento certo e à hora certa; o quererem caminhar por eles próprios; o facto de já ficarem a brincar sozinhos sem precisarem de uma presença ao lado, nem que isso signifique de vez em quando ir espreitar o que andam os adultos a fazer e depois voltarem para as suas brincadeiras; o soltar alguma palavras e deixarem os pais maravilhados.

Mas há o reverso da moeda que é o poderem estar mais dependentes dos mimos dos pais e da validação destes para irem em frente. Querem alimentar-se sozinhos e isso resulta sempre em comida atirada ao ar e o chão circundante da cadeira da pápa a parecer um terreno de guerra.

IMG_1503.JPG

 

A energia inesgotável que parecem ter faz também com que petisquem mais e que tenham mais necessidade de dormir a sesta, ou as sestas, durante o dia.

 

Estou encantada com esta fase, mesmo que isso signifique cada vez mais atenção da nossa parte e uma valente dor de costas de o passear pelo pé, ou como lhe chamam a "fase do quebra costas".

IMG_1491.JPG

 

Durante estas férias vimos o Tiago desabrochar ainda mais e parece que passou um mês de tantas novidades que trouxemos de volta connosco.

 

O meu bebé está a deixar de ser bebé e eu a sentir cada vez mais paixão por ele, mesmo quando ele pede o pai gritando "pppa-páááá"!

 

Beijocas!

 

PS: Ontem conseguimos fazê-lo embarcar sem ter que justificar porque trouxemos de volta um bebé diferente, mais espevitado, mais crescido, do que levámos 😂😂😂

(Em breve partilho as nossas dicas para voar com um bebé tão pequenino)

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D